sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Passagem do tempo

Gosto de perceber as mudanças que se abatem sobre minha vida...
Desde que me entendo por gente passo o natal com meu pai e família e o ano novo com minha mãe e família. Um ano resolvi mudar, porque ouvia as resenhas do natal com meus primos e quis experimentar, nesse ano meus primos não foram, pelo menso não os mais divertidos... Voltei à antiga prática.
O natal na casa da minha avó paterna era daqueles com direito a tudo, até encenação da vinda de papai noel para alimentar a esperança dos mais novos. Vestir-se de papai noel ninguém queria... Também criou-se o hábito de cartar parabéns para mim com um lindo bolo de nozes. Daí meu avô faleceu... o natal já ficou capenga, e minha avó mudou-se da casa com quintal e jardim para um apartamento num prédio ao lado do meu (acho que a vi mais quando ela morava na casa...). O natal para mim ficou descaracterizado.
Esse ano a situação está mais grave, minha vó resolveu ficar "alguns meses" em São Paulo com suas irmãs e sobrinhos... ela não está aqui, provavelmente, nem no meu aniversário, nem no natal, nem no ano novo, nem no aniversário da minha irmã.
Estou cogitando passar o natal com minha mãe, só tem um porém, o ano novo na casa do meu pai é muuuuito deprê! Então ou eu passaria o ano novo sem a família, ou eu irritaria meu pai passando as duas festas com minha mãe.
Pensei então em não passar nenhuma festa com a família.
Quando tudo isso passar conto o que finalmente aconteceu...

5 comentários:

Cucchiaio pieno disse...

Que duvida heim? Eu também ficaria! A vida da' tantas voltas e nem sempre isso é bom, penso que é o caso das festas de fim de ano da tua familia. Minhas festas de fim de ano nunca foram referencia, por isso eu nem me importo.
Que dia é teu niver?
Bjos
Léia

Cucchiaio pieno disse...

Oi querida, por onde voce anda? Esta' tudo bem?
Um abraço
Léia

Cucchiaio pieno disse...

Helllllloooooou, tem alguém ai?
Bjos
Léia

Cucchiaio pieno disse...

Amiga, mande-me noticias, pois estou muito preocupada com a tua ausencia!
Léia

Cucchiaio pieno disse...

Amiga, mande um sinal de fumaça, qualquer coisa, estou preocupada com voce. Snif, snif, snif...
Bjim
Léia