quarta-feira, 21 de julho de 2010

PENHA-LAPA


Quando minha vó (paterna) Sylvia morava no Bexiga (SP) alguém de lá criou um “lanche” de batata recheada de queijo coberta com uma massa, tipo de panqueca, e frito. Daí que minha Bisa Joannina, que gostava de uma mesa farta (assim como todos os seus descendentes) usava uma batata enorme pra fazer esse prato. Meu biso Círio dizia que era tão grande que dava pra comer um no trajeto do ônibus Penha-Lapa, daí o nome ficou penha-lapa até hoje.

Quando minha avó faz penha-lapa é quase um evento. Quem souber vem onde ela estiver pra comer. E de acompanhamento, ela já avisa "vai ser só uma saladinha, viu?!". Como algumas pessoas sabem eu tenho almoçado quase todos os dias sozinha, e eu odeio isso! Então como minha avó está passando essa semana na casa do meu pai, pois ele e minha madrasta viajaram e a empregada está de férias e minha irmã não sabe fazer absolutamente nada, eu estou aproveitando para filar a bóia daqui. Afinal, qualquer comida que minha avó se proponha a fazer sai divina!

Hoje seria O almoço, porque seria penha-lapa, mas logo de manhã fiquei sabendo que meu vôdrasto (Seu Angelo, pai da minha madrastinha) não estava bem, acordou inchado e tals. Saí do trabalho de 11h para levá-lo ao hospital. Chegamos do hospital às 16h com uma fome dos infernos! E lá estavam, minha vó e os penha-lapa prontos para irem ao fogo! Delírio total... foi então que pensei: eu preciso compartilhar essa maravilha com o povo! (mesmo sabendo que quase ninguém me lê, mas enfim)

Segue pra vocês a receita, com duas observações importantíssimas: a primeira é que minha vó, íntima da cozinha, faz quase tudo “de olho” não sabe a medida certa de quase nada ¬¬; a segunda é que ela mandou avisar que é pra fritar em “muito óleo, porque o povo daqui tem mania de só forrar o fundo da panela e acha que já tem óleo suficiente”. Então galera, já sabem, se a fritura não der certo, foi você que usou pouco óleo =P


RECEITA DE PENHA-LAPA

6 batatas médias;

Fatias de queijo mussarela;

Massa (consistência parecida com a massa de panqueca):

Quanto baste de farinha de trigo;

1 ovo

1 colher de sopa de queijo ralado

½ copo de leite

Sal à gosto

Preparo:

Descasque as batatas, corte ao meio e cozinhe. Atenção para não cozinhar demais, deve ficar al dente. Depois de cozida corte cada metade ao meio (isso, cada fatia será ¼ de uma batata inteira). Então você fará um sanduíche com as fatias: fatia de batata + queijo mussarela + fatia de batata. Monte todos e reserve. Faça agora a massa, acrescentando a farinha de trigo aos poucos até dar o ponto de massa de panqueca. Numa panela funda esquente o óleo (lembre de colocar muito óleo). Passe os sanduíches de batata na massa e frite. Sirva imediatamente, porque se esfriar não fica nada saboroso. (rende 12 unidades de penha-lapa)

Acompanhado com uma salada. Aqui foi tomate, palmito, ovo cozido, alface crespa, acelga e cenoura ralada, temperada com vinagre balsâmico e azeite.


Se alguém se aventurar a fazer, me conta o resultado tá? =D

2 comentários:

SOCIALIS disse...

Isso faz dar água na boca. Faz tempo que não como um. Espero que você tenha aprendido a receita para preservar a tradição da família. Beijos do pai e da madrastinha.

strongcafein disse...

Gosto Do jeito como escreve .... É muito sincero e delicado. Parabéns pelo espaço e por viver sem regras